22 de julho de 2009

Sem amor eu nada seria...

E o que seria de todos nós, não é mesmo?
Sei que não seria nada... *-*
HUAHAUAHUAHUAHAUHAU!
A tolinha apaixonada, ai ai.
Oi gente... quanto tempo, hein? Ah, Guns faz sucesso, ninguém se importa.
Estou tão 'in love' pela banda, meeeu *-* fotinhos estão borbulhando no meu computador (e no meu celular) e músicas em playlists para escrever, escrever e escrever e ouvir indo viajar (h)
Ai ótimo!
HUAHAUAHUAHUAHU!
Notei que amo muito Estranged *-* e Street Of Dreams (que é do novo cd, para quem não sabe, que já não tem mais a formação clássica ;x)
Enfim, vou sair em busca da biografia do Mr. Slash (CAPITÃO CAVEEEEERNAAA - internas), procurar nos sebos da cidade (H)³³³
Se nem poster eu achei, vou achar o livro, mesmo ¬¬'
HUAHAHU
Mas, então, deixa eu contar, adivinhem: não, a música hoje não é deles (AHÁ!)
Até porque, não é dia de música, é dia de poesia. A de hoje, é grande, musicada, e linda, oh, gosh, morri.
Sabe como é sentir-se bem ouvindo uma música? Eu me sinto assim sempre que ouço Monte Castelo... Ai, que coisa >.<'
Vamos ao que interessa.

Ouvindo: Estranged (Guns N' Roses - pra variar, um pouquinho!)

Beijinhos de Arco-Iris,

Faltam dois dias para dezessete, estou me sentindo tão velha! O.O
O tempo passa rápido!

_________________ ♥

MONTE CASTELO
LEGIÃO URBANA
(recortes do Apóstolo Paulo e de Camões).



Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos
Sem amor, eu nada seria...

É só o amor, é só o amor
Que conhece o que é verdade
O amor é bom, não quer o mal
Não sente inveja
Ou se envaidece...

O amor é o fogo
Que arde sem se ver
É ferida que dói
E não se sente
É um contentamento
Descontente
É dor que desatina sem doer...

Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos
Sem amor, eu nada seria...

É um não querer
Mais que bem querer
É solitário andar
Por entre a gente
É um não contentar-se
De contente
É cuidar que se ganha
Em se perder...

É um estar-se preso
Por vontade
É servir a quem vence
O vencedor
É um ter com quem nos mata
A lealdade
Tão contrário a si
É o mesmo amor...

Estou acordado
E todos dormem, todos dormem
Todos dormem
Agora vejo em parte
Mas então veremos face a face
É só o amor, é só o amor
Que conhece o que é verdade...

Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos
Sem amor, eu nada seria...


__________________ ♥

7 comentários:

Higor disse...

entãão alguém acreditaria se eu dissece que o nome do meu bairro é Monte Castelo?IOHEIOHEIOHE
no coments

Iris disse...

é, realmente, sem comentários
HUAHAUHAUAHU!
mas... eu acredito, né primo ;)

Carol disse...

CAPITÃO CAVEEEEEEEEEERNA! *oi, eu sou um pepino gigante /compontasduplas!* HEAIUHAEUIAHA
/euri
eu já vi a letra dessa música em algum lugar, AHAH :D
AMAAAAY DEMAAAISY essa footo alii *.*

bgs;*

Alice disse...

Achei que estivesse apaixonada por um garoooto, iuahhiaiua
e er, acho que também vi a letra, não lembro onde, tenho um pressentimento que o Potter falou isso, não se porquê uahhua mfmf
bjs ninda <3

Andriw disse...

Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos
Sem amor, eu nada seria...

Aaah, adoro essa parte da música @__@


M.C é foda né
UHEAUEAHUEA

nayana disse...

ADOREI o post de hj!
é né, sem amor a gnt nada seria. nada...
ah, de Guns (nao sei escrever) a música que não sai da minha cabeça é o Sweet child O'mine (nao sei escrever dois)
:D
beijos

Bianca disse...

o que? ontem foi seu aniversário... ?
parabéns :)