21 de junho de 2009

I believe that dreams are sacred... ♫

- Oi, galerë! *-*
- Putz, que emo... u.u Tenta mais uma vez...
- Tá... é... Ooooi, gente. - pensando. - Tá melhor agora?
- Bem melhor...
- Muito obrigada, minha querida consciência por participar do início do post...
- Oi, mãe, tô no blog da Iris! õ/ Filma eu, Galvão!
- Como se fosse grande coisa... u.u

_________________ ♦

Há, pois bem, vamos ao post.
Hoje é domingo, nada de especial por aqui, a não ser, um recadinho: Fiz a enquete! Encontra-se no canto superior direito, logo abaixo da imagem da Miss Rainbow (sim, ela tem nome, inclusive, tá marcado ali com letra arco-iris.), respondam a pergunta, e façam uma menina feliz, mais feliz ainda.
Eu adimito, estou empolgada, continuo não sabendo por que, aliás... hoje é domingo e amanhã eu tenho prova de história na primeira aula, não devia estar tão feliz assim... Mas estou, e isso me faz BEM. E você? Já experimentou estar feliz hoje? Ou dar um sorriso sincero, ou aquele abraço gostoso? *.* (eu queeeeero ç_ç... fiquei triste.)
Escrevendo, escrevendo e escrevendo, AH! eu amo! *-* HAUHAUAHUHU, tenho playlist para escrever e tudo! uma grande mistura se vocês querem saber, mas é o que ajuda ali na hora da inspiração, já experimentaram por exemplo, ouvir Welcome To The Jungle do Guns enquanto uma personagem muito querida para você está perdida no meio da floresta, durante a noite e morre de medo de escuro? É O MÁXIMO! Ou ouvir Happy Ending do Mika numa cena triste em que você vê seu amor aceitando o pedido de casamento de um outro cara que não você? FUNCIONA, TAMBÉM!
Música, sempre fuinciona! Sempre!
Agora, a cena que mais me marcou, envolvendo música, foi em uma das minhas histórias anteriores que o irmão mais velho (Francisco, de 18 anos) canta para a irmã mais nova (Sofia, de 16) Sweet Child O' Mine do Guns, meeeeu *-* É DE CHORAR! Eu vou confessar: chorei... HAUHAUHAU, quando eu reli a cena, eu chorei, pq... ahm, bom... o Francisco era baseado em uma pessoa muito especial pra mim (que não é o meu irmão, na verdade meu irmão era baseado no Ariel... *-*') e a Sofia, era baseada em mim... e tipo... foi bem lindo, digamos, foi um momento extremamente doce, sincero. AAAI! *.*'

HAUHAUAHUHU, aqui estou eu devaneando em posts de novo. Ai como é bom, parece um diário, que a gente escreve, com a intenção de que ninguém leia, mas aí a gente vai lá e envia o link pra pessoa que você mais queria que lesse e soubesse de tudo.

Estou indo, pessoas! õ/
HUAHAUHU,
Beijinhos de Arco-Iris.

Ouvindo: All That I'm Living For - Evanescence.

Imagem: deviantart.com
Letra: terra.com.br/musica
________________ ♦




_______________ ♦

ALL THAT I'M LIVING FOR
EVANESCENCE

Tudo pelo que estou vivendo
Tudo pelo que estou morrendo
Tudo que eu não posso ignorar sozinha à noite

Eu posso sentir a noite começando
Separar-me da vida
Me entendendo depois de tudo que tenho visto
Fragmentando todos os pensamentos juntos
Encontrar as palavras para me deixar melhor
Se eu apenas soubesse como me deixar de fora

Tudo pelo que estou vivendo
Tudo pelo que estou morrendo
Tudo que eu não posso ignorar sozinha de noite
Tudo pelo que eu sou procurada
Embora eu quisesse mais
Feche a última porta aberta
Meus fantasmas estão me alcançando

Eu acredito que os sonhos são sagrados
Pegue meus medos obscuros e toque-os
Como uma canção de ninar
Como uma razão por que
Como um jogo das minhas obsessões
Fazendo-me entender a lição
Então eu me encontrarei
Então não me perderei outra vez

Tudo pelo que estou vivendo
Tudo pelo que estou morrendo
Tudo que eu não posso ignorar sozinha à noite
Tudo pelo que eu sou procurada
Embora eu quisesse mais
Feche a última porta aberta
Meus fantasmas estão me alcançando

Acredite que pensei que teria que mudar o mundo
Para fazer você me ver
Para ser a única
E poderia ter corrido para sempre
Mas até onde eu teria chegado
Sem lamentar pelo seu amor?

Tudo pelo que estou vivendo
Tudo pelo que estou morrendo
Tudo que eu não posso ignorar sozinha à noite
Tudo pelo que eu sou procurada
Embora eu quisesse mais
Feche a última porta aberta
Meus fantasmas estão me alcançando

Deveria doer te amar?
Deveria me sentir como eu me sinto?
Deveria fechar a última porta aberta?
Meus fantasmas estão me alcançando

6 comentários:

Guilherme Loch disse...

Blog super descolado *-*
poesias super descoladasssssss...
a e a musica de quando a gente abre o site tambem e muito massa!
kapkspkapskpak
Bjoooo

Alice disse...

Ah Iris, eu adoro ler o que tu escreves nesse blog porque tu sabe escrever e ah é demais cara, demais mesmo!
Parabéns, *-* bjs <3

txai disse...

Eu concordo com o Gui, exceto na parte da música, podia ser um Guns, ou Led

mas enfim, tá cheia das "popularidade sulista" hein?

Andriw disse...

como ja falei, teu blog ta cada vez melhor *----*
adorei esse post
e caso tu não saiba, eu venho aqui com uma certa frequência \o/
ueahaeuau

ta MUITO bom @__@
beeeijo

nay. disse...

hm, ele vem aqui com uma certa freqüencia, viu? *-*
rs,
bom amiga, fico feliz que você tá feliz, e passando por uma fase mt bom na sua vida,nénão? :)
espero que aproveite bem aquelas dicas da pessoa X e proguida cada vez mais.
e claro, sou tua fã desde já..
e sei que você vai realizar todos seus sonhos. escrever deveramente bem e é uma das poucas pessoas que conheço que conseguem transmitir em palavras, sentimentos e sensações que as vezes um olhar não consegue.

beijo carinhoso, mt sucesso e popularidade pra esse blog :)

nay.

Pedro Balão disse...

Gostei da citação da prova de história, muito importante!
hehe.....
Legal teu blog!
bjo