31 de maio de 2009

A red rose fell upon the soft snow...

Oi, gente, sem comentários! é... isso aí, sem comtnérios... ;x
que triste... e olha que fui atras deles... Mas tudo bem! A vida segue...! hê

Pois é... eu não tô muito afim de escrever um imeeeenso post hoje, saca? Sei lá... a inspiração tá indo toda pro novo projeto de livro *-* (é, outro... baseado em uma poesia minha). Caracas! Tenho que agradecer ao Andriw, por ter passado pra inglês uma letra e uma poesia, ambas de minha autoria, ficaram ótimas! Não teria conseguido sem tua ajuda, amigo, valeu ;) (ah... brigada pelo depo singelo também *-*. HUAHAUHU - sabes que é recíproco, né ;) - )

Vou chegar ao meio desta história e fazer papai, mamãe e maninho lerem (meus incentivadores mais ativos!) - não esqueço dos amigos, claro! dedicarei o livro à cada um que me ajudar na criação. Os personagens, como sempre são baseados em pessoas que convivem comigo... aliás tem até uma fada (a Iris) que não é a principal, mas tem um pouquinho de mim, deixei reservado, claro xD HAUHAUAHUA.

Bom... Ah! Antes que eu me esqueça: a letra que eu traduzi, há uns posts atrás... está disponível no Terra! *-* Sob minha tradução! estou tão emocionada, sem palavras... *queria agradescer, em primeiro lugar, à minha mãe e ao meu pai, que estão sempre ao meu lado, me apoiando em minhas loucuras...* AHUAHUAHUA! Tá... não teve graça... u.u (convivência *internaaas, não me mate, caso você ler ;)*...)

Ah! HAHÁ! decidi: NÃO VOU ASSITIR ANJOS E DEMÔNIOS! Ficou uma bosta... tchau Tom Hanks, te vejo, eternamente em 'Quero Ser Grande', ou... 'Naufrágo' ('e ae, Wilson (h)' - ai, que medo... o_o') ;) Seguinte, minhas fontes me contaram que duas cenas que eu tava louca pra ver no filme NÃO ESTÃO LÁ! A cena que o (Robert, pra Vittoria) Langdon vai no helicóptero junto com o camerlengo e pula de uma altura de não sei quantos (MIL) metros e sai vivo (a cena mais herózinha-ai-que-raiva do livro), depois a Vittoria (quase) morreria de remorso, até ver seu amado Robert surgindo do escuro, aí, (ai que romântico) ele a toma nos braços e a beija! (DUAS VEZES!!!) e a última cena do livro: os dois (ai ai, proibido para menores de 18 anos) vão pra cama!! HAUHAU, mas tipo... a última fala, no livro, é da Vittoria: 'você nunca foi pra cama com uma mestre de ioga, foi?'
Okay, agora tirem suas conclusões ;)
Daqui a pouco não tem a cena dos dois fingindo serem recém-casados andando de mãos-dadas no Panteão, e a cena em que o Langdon descobre onde vai ser o terceiro assassinato (o do Fogo),onde fica a "pornográfica" escultura de 'O Êxtase de Santa Teresa', *trechinho do livro*:
Robert Langdon não era um homem que algum dia tivesse esperado por uma confirmação vinda do alto, mas quando leu o nome da igreja onde a escultura se encontrava, resolveu que, afinal de contas, poderia começar a acreditar em alguma coisa.
Santa Maria della Vittoria.
Vittoria, pensou ele, rindo. Prefeito


Ai que coisa mais perfeita, meeeu! *-* tipo, eu amo essa parte!!! e se não tiver? que triste, cara!
Sabem, né? Anjos e Demônios foi feito como uma sequência de O Código da Vinci, ou seja, Langdon estaria com Sophie (Neveau, é assim?), então não poderia ter um relacionamento com a Vittoria. Acontece... que no livro é ao contrário! e eu não lembro o que acontece com a Vittoria, pq o Langdon fica com a Sophie... ai, que rolo!!
De qualquer forma, prefiro a Vittoria *-* ela é mais 'leckal' tipo: tá, a Sophie é interpretada por uma atriz de que gosto muito, Audrey Tutou de 'O Fabuloso Destino de Amèlie Poulan', tipo, é o filme mais lindo que eu já vi, e a Audrey é altos fofa. Mas, não sei... prefiro a Vittoria, aí depois vem a Susan Fletcher (de Fortaleza Digital, do Dan Brown também, muuuuuuito bom!) e depois vem a Sophie.

Falando em não querer escrever um post grande acabei fazendo ao contrário, né? me perdoem, fui me empolgando com a história... Vou ficando por aqui, espero ter recompensado pelos três dias (?) sem post. ;)

Beijinhos de Arco-Iris.

Ouvindo: A Dark Congregation - The Hush Sound (coincidênscia? o.o)

Fuuuui!

__________________ ☼

A DARK CONGREGATION
THE HUSH SOUND

Uma congregação escura de rostos familiares recolhidos ao redor da terra quieta
Uma rosa vermelha recai lentamente sobre a neve, orações foram sussurradas lentamente por nossas bocas

Nossa rosa respira no frio como cem almas escapando

Salve-me, eu estou sendo engolida por essa culpa
Você se foi, dormindo na poeira
Nós não deixaremos o tempo nos levar

Estamos rodeados por todas as calmas travessas do interior da terra calma
Uma forma de medo que eu não posso moldar
Você se atreveu a beijar o rosto da noite

Nossos lábios estavam frios como argila, nós não podemos falar qualquer coisa

Nossa rosa respira no frio como cem almas escapando
Nós, nós estamos sozinhos, eu sei que você se foi

Salve-me, eu estou sendo engolida por essa culpa
Você se foi, dormindo na poeira
Nós não deixaremos o tempo nos levar

________________________ ☼

4 comentários:

ISADORA disse...

Tu escreves tão bem...
apesar de não ter lido aquele parte do livro, eu espero que isso tudo dê certo! E acho muito massa :))))
E o filme, trata de se decidir de uma vez. Hoje não vou poder sair, eu poderia falar isso por msn,hehe :B

De qualquer jeito.. Eu te adoro e a música é bem massa, eles são bem radicais!!!
Beijão

nay disse...

'você nunca foi pra cama com uma mestre de ioga, foi?'

HAEIOUHAEUAHEUAEHUAAIUOEH conclusões (6)

Andriw disse...

óóóóóói cara, tu falou de mim e tudo *---------*
aehueauheau
fiiquei emocionado, e li tudo, ficou muito bom, beeeeijo Iris \o/\o/

ninguém disse...

hm... bóia


se ir atras de comentários for o que penso...

http://nomepontosem.blogspot.com/

oops, de onde veio esse link? :P

foi uma boa escolha nas músicas ;D (eu nunca pisco o olho na Realidade, mas)